DESTAQUE

Youtubers serão deportados por conta de vídeo de pegadinha com máscara falsa

Foto: Reprodução

Dois influencers serão deportados da ilha turística de Bali, na Indonésia, após serem presos por gravarem e publicarem um vídeo no qual um deles pinta uma máscara falsa no rosto para entrar em um estabelecimento.

O vídeo gravado pelo taiwanês Josh Paler Lin e pela russa Leia foi postado no canal de Lin no YouTube em 22 de abril e logo se tornou um viral. Nele, Leia Se tenta entrar em uma mercearia, mas é impedida por estar sem a máscara facial. Em seguida, Lin pinta o acessório no rosto da garota e ela consegue entrar na loja.

A Indonésia tem regulamentos rígidos sobre o uso de máscaras em público. Uma primeira infração pode resultar em uma multa de 1 milhão de rúpias (cerca de R$ 380) e os estrangeiros podem ser deportados após uma segunda infração.

Embora esta seja a primeira violação para Lin e Se, a notoriedade do vídeo supostamente irritou as autoridades balinesas, o que fez com que elas decidissem deportar os dois influenciadores.

Bali é o lar de uma próspera comunidade de expatriados, e muitos optaram por permanecer na ilha durante a pandemia, em vez de retornar aos seus países de origem. No entanto, a pandemia aprofundou alguns atritos entre estrangeiros e locais, e o vídeo de Lin incendiou esse conflito.

Quando ele o removeu de seu canal no YouTube, ele já havia circulado amplamente nas redes sociais.

Em 24 de abril, Lin postou um pequeno vídeo intitulado no Instagram no qual ele e Se sentam ao lado de um advogado e pedem desculpas em inglês. “Fiz este vídeo para entreter as pessoas porque sou um criador de conteúdo e é meu trabalho entretê-las”, diz Lin – enquanto usa uma máscara. “Gostaríamos de convidar a todos na Indonésia e em Bali a sempre usarem máscaras para nossa segurança e saúde.” No entanto, era tarde demais.

A Indonésia teve mais de 1,6 milhão de casos diagnosticados de coronavírus e cerca de 45 mil mortes desde o início da pandemia.

Fonte: CNN

Compartilhe:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também