Notícias

Outeiro: Diretora de escola é ameaçada por denunciar som alto

Reprodução

A diretora da Escola Estadual do Outeiro, professora Danielly Balieiro sofreu ameaças contra sua integridade física na segunda feira, 20. O caso se deu por conta de um morador da passagem Glória, que fica ao lado da escola estar ingerindo bebida alcoólica e pelo período da manhã ter sido solicitado pela gestora que diminuísse o volume do som que estava muito alto atrapalhando a aula.

O acusado, além de não ter diminuído o som, foi até a frente da escola insultar a diretora com palavras de baixo calão. Danielly mencionou que não conversaria com ele naquele estado. O barulho continuou e pela parte da tarde, ficando de forma insuportável.

Policiais Militares foram chamados para resolver o impasse. No entanto, ao chegarem na porta do acusado foram recebidos também com palavras de baixo calão, sendo inclusive agredidos. Os policiais então, deram voz de prisão e levaram o homem pra delegacia.

A diretora então foi chamada e confirmou que o som estava alto desde o período da manhã. Ainda na delegacia, o sujeito voltou a proferir palavras ofensivas conta a gestora, sendo interpelado pelo delegado que mencionou que por seus “atos”, passaria a noite detido. No entanto, a diretora relata que ao ir até a escola e pegar seus pertences para ir para sua casa, logo que chegou, recebeu a notícia de outros funcionários que o homem havia sido liberado e ao passar em frente a escola proferiu palavras ameaçadoras a diretora, informando que “esta ia se ver com ele”.

Por conta da situação, Danielly solicitou providências a gestões da USE 11, para que medidas protetivas pudessem ser tomadas para garantir a sua segurança.

Fonte: Outeiro News

Compartilhe:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também